Malandragem USA diz que continuará a dar “assessoria” pela internet

Foto15 Danilo Portugal Ramscheid Malandragem USA diz que continuará a dar “assessoria” pela internet
“Eu voltei e com força total e desta vez vou atender mais regiões”, diz a postagem de Danilo Portugal Ramscheid no YouTube

O brasileiro detalhou que quem precisar de assessoria é só enviar mensagem e, após pagar, terá, através do WhatsApp, ter acesso ao serviço

Ainda nessa semana, o Youtuber Danilo Portugal Ramscheid, natural de Nova Friburgo (RJ), que recentemente foi deportado dos EUA, postou na rede social que continuará a oferecer seus serviços de “assessoria”. Esses serviços são os mesmos que o colocaram na mira das autoridades federais nos EUA. Ele, conhecido por ”Malandragem USA”, tornou-se popular na internet por oferecer “dicas” sobre como se manter indocumentado nos EUA e postava vídeos geralmente ostentando muito dinheiro, carros e casas de luxo em Massachusetts. O brasileiro foi preso ao ser acusado de ter abusado sexualmente de uma jovem de 17 anos e filmado o ato.

“Eu voltei e com força total e desta vez vou atender mais regiões”, diz a postagem, citando Boston (MA), Orlando e Fort Lauderdale (FL), Las Vegas (Nev.), Maryland, San Francisco e Los Angeles (CA), New Jersey e New York, todas essas regiões com concentrações grandes de imigrantes brasileiros.

Ele detalhou que quem precisar de assessoria é só enviar mensagem e, após pagar, terá, através do WhatsApp, ter acesso ao serviço. Danilo alegou que muitos vídeos e notícias publicados sobre ele são mentirosos e que ele é acusado de apenas dois crimes, não citando quais, mas que brevemente gravará um vídeo no qual abordará o assunto.

. Entenda o caso:

Danilo poderá até regressar aos EUA, mas não ficará em liberdade, pois um juiz em Massachusetts emitiu uma ordem de prisão contra ele. O mandado de prisão foi emitido em 29 de agosto. Caso retorne aos EUA, o brasileiro será enviado à Penitenciária do Condado de Middlesex, em Massachusetts, enquanto aguarda o desenrolar do processo judicial.

O brasileiro foi preso em 4 de fevereiro desse ano por agentes do Departamento de Polícia de Winchester (MA). Ele foi acusado de “posar e exibir uma criança em ato sexual, fotografar uma pessoa nua sem o consentimento ou conhecimento dela e posse de pornografia infantil”. Segundo arquivos no tribunal, a polícia de Winchester encontrou gravações do ato sexual envolvendo Ramscheid e uma adolescente de 17 anos que compareceu à festa na casa dele em meados de janeiro.

Ainda segundo o relatório, a jovem relatou à polícia que foi sexualmente atacada e não consentiu em ser filmada. Na ocasião, Danilo alegou às autoridades que filmava as mulheres para “ter provas de que as relações sexuais haviam sido consensuais”.

. Estilo “ostentação”

Danilo ficou conhecido na internet como “Malandragem USA” após abrir um canal no YouTube com o mesmo nome, através do qual oferecia serviços e dicas para quem quisesse residir nos EUA, independente do status migratório. Em vários vídeos, o brasileiro ostentava sua “riqueza” para os seguidores do canal, geralmente exibindo carros de luxo e muito dinheiro.

Em março, foi iniciada no website GoFundMe.com a campanha em português “Ajude Danilo Malandragem”, em alusão ao nome usado por ele no YouTube. A campanha tinha o objetivo de angariar R$ 50 mil (US$ 13 mil), que supostamente seriam utilizados para pagar a fiança do réu, conforme a descrição da campanha. Poucas horas depois de a campanha ser postada online internautas alertaram os administradores do GoFundMe.com e a página foi tirada da internet.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend