Manifestantes em NYC protestam contra as políticas de imigração de Trump

Foto18 Protesto Grand Central Terminal Manifestantes em NYC protestam contra as políticas de imigração de Trump
Diariamente, cerca de 750 mil pessoas passam pelo Grand Central Terminal, portanto, sendo um local popular para protestos

O protesto foi organizado pela Rise and Resist NYC, o braço local de uma ONG formada em resposta à eleição do Presidente Trump em 2016

Na noite de quinta-feira (29), na hora do rush, centenas de manifestantes se reuniram no Grand Central Terminal de Manhattan (NY) para protestar contra as políticas de imigração do governo Trump. Enquanto isso, os contra-manifestantes criticaram os legisladores democratas, citando o que consideravam a inação do partido na crise na fronteira dos EUA com o México. Além disso, os simpatizantes do Partido Republicano exigiram que os funcionários do Departamento de Alfândega & Imigração (ICE) fossem respeitados.

A manifestação de uma hora foi organizada pela Rise and Resist NYC, o braço local de uma ONG formada em resposta à eleição do Presidente Trump em 2016. Foi postado em sua página no Facebook que seria um protesto silencioso para “se opor à Patrulha de Fronteira e ao ICE aterrorizando imigrantes, refugiados e requerentes de asilo”.

Alexis Danzig, membro do Rise and Resist NYC, disse à Fox News que ajudou a organizar o protesto de quinta-feira (29) para se posicionar contra “as políticas desastrosas do governo Trump em nossa fronteira”. Quando perguntada a quem ela apoiaria nas próximas eleições presidenciais de 2020, Danzig disse à Fox News que ela votaria em “qualquer pessoa, exceto Trump”.

Ela também se opôs à “detenção de pessoas que legalmente pediram asilo e a separação de famílias em campos de concentração, sem meios de reconectá-las”. A Deputada Federal Alexandria Ocasio Cortez (D-NY) foi criticada em junho por comparar campos de detenção administrados pelos EUA ao longo na fronteira com o México a campos de concentração da era nazista.

Um grupo menor de contra-manifestantes, alguns carregando cartazes com os dizeres “Trump 2020” e pôsteres de “Keep America Great”, estava próximo. Uma defensora de Trump que se identificou apenas como Jennifer disse que os agentes do ICE e as autoridades da cidade de Nova York não estavam recebendo o respeito que merecem. Ela também culpou os democratas da Câmara dos Deputados por reter verba destinada a tratar de problemas na fronteira. Em 1º de julho, o Presidente Trump aprovou a verba de US$ 4,6 bilhões para a fronteira depois que o plano obteve a aprovação do Senado, liderado pelo Partido Republicano e Câmara dos Deputados, liderada por democratas.

“Os democratas tiveram a Casa Branca e o Congresso (sob o ex-presidente Barack Obama) e não fizeram absolutamente nada” para lidar com a crise na fronteira, disse ela.

Jennifer acrescentou que os agentes da ICE são “pessoas muito trabalhadoras. Muitos deles são hispânicos. Eles querem manter nosso país seguro. Eles querem que a escravidão sexual termine. Eles querem que o comércio de drogas seja mais lento… Eles merecem respeito, assim como a nossa força policial merece o respeito que não estão recebendo nesta cidade”.

Diariamente, cerca de 750 mil pessoas passam pelo Grand Central Terminal, portanto, sendo um local popular para protestos. De acordo com a postagem sobre a manifestação no Facebook, quase 300 pessoas participaram na quinta-feira (29). A polícia e outras autoridades de segurança estiveram presentes, mas nenhuma prisão foi relatada.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend