Michael Bloomberg se prepara para entrar na disputa presidencial

Foto13 Michael Bloomberg Michael Bloomberg se prepara para entrar na disputa presidencial
“Eu acredito que derrotaria Trump na eleição geral”, disse Michael Bloomberg

O bilionário e ex-prefeito de New York City avaliou a possibilidade de vencer o Presidente Trump nas eleições de 2020

O ex-prefeito de New York City, Michael Bloomberg, está se preparando para entrar nas primárias presidenciais democráticas, um antigo conselheiro do bilionário confirmou na quinta-feira (7), embora ele ainda não tenha tomado uma decisão final.

“Sim e sim”, respondeu Kevin Sheekey através de um e-mail com relação à pergunta se Bloomberg, um executivo bilionário de 77 anos, estava se preparando para concorrer e recolhendo assinaturas no Alabama, publicou o jornal The New York Times, na tarde de quinta-feira (7).

O motivo de Bloomberg para entrar na disputa presidencial se deveria ao fato de que os candidatos democratas não são o suficiente para derrotar o Presidente Donald Trump, segundo o porta-voz dele, Howard Wolfson, frisando que Bloomberg tem doado para campanhas democráticas ao Congresso e estado.

“Nós agora temos que terminar o trabalho e garantir que Trump seja derrotado, mas o Mike está cada vez mais preocupado que o grupo atual de candidatos democratas não esteja bem posicionado para fazer isso”, disse Wolfson. “Se o Mike concorrer, ele ofereceria uma nova opção aos democratas baseado no currículo de ter administrado a maior cidade da América, começar um negócio do zero e enfrentado um dos maiores desafios da América como filantropo de alto impacto”.

A riqueza extrema de Bloomberg permitiria que ele competisse sem ter que se preocupar com a arrecadação de doações enfrentada por outros candidatos. Entretanto, caso entre formalmente na disputa presidencial, ele tende a tornar-se alvo de rivais progressistas como o Senador Bernie Sanders (I-Vt.) e Elizabeth Warren (D-Mass.). Durante comícios, ambos realizam campanhas populistas nas quais os ricos deveriam estar pagando mais impostos para patrocinar programas ao resto da população menos privilegiada.

Logo após a divulgação da notícia, Sanders postou no Twitter: “A classe bilionária está com medo e deveria estar com medo”, embora não tenha citados nomes. O chefe de campanha de Sanders, Faiz Shakir, disse que “mais bilionários buscando mais poder político certamente não é a mudança que a América precisa”.

Bloomberg, um dos homens mais ricos do mundo e prefeito durante 3 mandatos de New York City, já pensou em se candidatar à presidência dos EUA antes. Entretanto, depois de ter avaliado a possibilidade no início de 2019, ele anunciou em março que não concorreria.

“Eu acredito que derrotaria Trump na eleição geral”, postou na coluna do site Bloomberg News na ocasião. “Entretanto, tenha a plena noção sobre a dificuldade de vencer a nomeação democrata numa arena tão lotada”.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend