Missionária brasileira é liberada pelo ICE em New Jersey

Foto26 Alice Akemi Fukuda Aragao Missionária brasileira é liberada pelo ICE em New Jersey
Alice Akemi Fukuda Aragão foi liberada para responder o processo migratório em liberdade

Alice Akemi Fukuda Aragão estava no Centro de Detenções do ICE em Hackensack, no Condado de Hudson

Após passar várias semanas num centro de detenções do Departamento de Imigração (ICE) em New Jersey, a missionária brasileira, Alice Akemi Fukuda Aragão, foi liberada na sexta-feira, 9 de agosto, após pagar fiança, para responder o processo de deportação em liberdade. No domingo (15), às 5 horas da tarde, será realizado no Centro Cristiano Nueva Vida um culto de gratidão em nome da missionária. A igreja fica localizada na 123 Rome St., no bairro do Ironbound, em Newark (NJ).

. Entenda o caso:

Desde o final de agosto de 2018, os pastores brasileiros Marco Antônio Aragão e Alice Akemi Fukuda Aragão sofrem consequências por terem acolhido um casal de sem-teto na residência deles em Newark (NJ). Em 6 de junho desse ano, o Pastor chegou à casa e encontrou a idosa sozinha, trajando calças compridas e somente sutiã. Intrigado ele perguntou a ela o que havia ocorrido e onde estava a esposa dele. Ela respondeu-lhe que Alice a havia “agredido”. Momentos depois, a esposa de Aragão retornou a casa e relatou que havia sido agredida fisicamente pela senhora e, portanto, foi buscar refúgio na residência de um vizinho. Posteriormente, dois policiais chegaram ao local depois de terem recebido a denúncia de agressão feita pela idosa. Como Marco Antônio não estava na residência no momento do incidente, ele não foi interrogado pelos agentes. O missionário relatou o caso à equipe de reportagem do BV.

Após os policiais interrogarem Alice e a senhora que fez a denúncia, eles levaram Alice algemada para a penitenciária em Clifton (NJ), apesar de o incidente ter ocorrido em Newark (NJ).  Posteriormente, a senhora retirou a queixa policial contra Alice. Enquanto Aragão tentava a liberação da esposa, agendada para 12 de junho, ele foi informado que a esposa havia sido transferida para o centro de detenção do Departamento de Imigração (ICE) no Condado de Hudson, em Kearny (NJ). Após pressão do senhorio, o casal de sem-teto saiu da residência dos missionários.

. Campanhas beneficentes:

Em 11 de julho, Aragão iniciou no website GoFundMe.com a campanha beneficente: https://www.gofundme.com/f/ajudar-alice-akemi; cujo objetivo é angariar US$ 20 mil. Até à tarde de sábado (31), haviam sido arrecadados US$ 1.180.

“Paz do Senhor! A minha esposa está na imigração de Kearny em New Jersey. No dia 31/7, às 9:00 am, será a audiência dela, portanto, preciso pagar a fiança nesse dia. Ela é pastora missionária, veio do Japão, onde morou 24 anos, e ativa na obra de Deus. Necessito sua ajuda para que ela possa continuar a obra do nosso Senhor Jesus Cristo. Qualquer dúvida, ligue para: (862) 754-7632, falar com Marco”, diz a postagem no GoFundMe.com.

Além disso, será sorteado um Honda Accord 2010, de 130 mil milhas, único dono, valor de mercado de US$ 7 mil. O bilhete do sorteio custa US$ 10. Info.: (862) 754-7632, falar com Marco Antônio.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend