Mulher joga coquetel Molotov em escritório da imigração

Foto21 Predio USCIS Mulher joga coquetel Molotov em escritório da imigração
Após o ataque, o USCIS fechou o escritório para o dia. Ninguém ficou ferido

As autoridades informaram que a mulher não identificada entrou no escritório em Oakland Park , cerca de 53 quilômetros ao norte de Miami (FL)

Uma mulher foi presa sexta-feira (30) depois de jogar um coquetel Molotov aceso no saguão de um escritório dos Serviços de Cidadania e Imigração (USCIS) na Flórida, de acordo com um relatório. Este foi o mais recente de uma série de ataques contra as instalações do Departamento de Segurança Nacional (DHS).

As autoridades informaram que a mulher não identificada entrou no escritório em Oakland Park , cerca de 53 quilômetros ao norte de Miami (FL), e atirou uma garrafa de gasolina com um pavio aceso. Mas o pavio se soltou da garrafa antes que pudesse acender, de acordo com um relatório do incidente enviado às autoridades do governo. Maiores danos não foram reportados.

O USCIS, uma agência do DHS, processa casos legais de imigração e é administrado pelo diretor interino Ken Cuccinelli, que reagiu ao incidente no Twitter na noite de sexta-feira. Ele, defensor da postura rígida do Presidente Trump em relação à imigração, foi incumbido de realizar mudanças políticas recentes, incluindo a chamada regra de “fardo financeiro”  que pode negar a residência legal permanente (green card) a muitos imigrantes legais que usam Medicaid, vale-refeição, vale-moradia ou outras formas de assistência pública.

“A tentativa de ataque de hoje a uma de nossas instalações do USCIS usando um coquetel Molotov é outro exemplo do uso da violência ao invés de debate por aqueles que se opõem à aplicação adequada de nossas leis de imigração”, postou Cuccinelli no Twitter.

“Este é o 2º ataque a uma instalação do DHS em 2 meses usando um coquetel Molotov. A violência não tem lugar na nossa sociedade. Felizmente, ninguém se machucou hoje. Somos gratos aos nossos guardas de segurança e aos agentes da FPS que prenderam o agressor”, acrescentou.

Não ficou claro o que levou a mulher a lançar a garrafa no incidente de sexta-feira (30) na Flórida. Os oficiais de segurança a algemaram e a imobilizaram até que ela pudesse ser presa pelos oficiais do Serviço Federal de Proteção (FPS). As autoridades policiais não acreditam que essa tentativa de ataque esteja relacionada a outros incidentes.

As autoridades não divulgaram o nome da mulher ou as acusações criminais que ela enfrenta. O USCIS fechou o escritório para o dia. Ninguém ficou ferido.

. Medidas rígidas:

Os imigrantes legais nos Estados Unidos enfrentarão novos obstáculos após 15 de outubro, quando a regra final do Departamento de Segurança Interna (DHS) sobre “fardo financeiro” (public charge) entrar em vigor. A nova política, parte do amplo esforço do governo Trump para conter a imigração legal, afetará os imigrantes que vivem nos EUA que desejam ajustar seu status para residente permanente (green card), bem como estrangeiros que aplicam para vistos de imigrantes e não imigrantes para entrar no país.

Em uma das medidas mais agressivas da administração atual para limitar a imigração legal, os imigrantes de baixa renda que recebem benefícios de assistência pública como vale-refeição ou Medicaid agora terão seus green cards e vistos negados.

Desde que o DHS publicou a regra final “Inadmissibility on Public Charge Grounds” há duas semanas, surgiram temores e confusão nas comunidades de imigrantes em todo o país sobre quais benefícios de assistência social são considerados indicadores de “fardo financeiro” ao solicitar benefícios de imigração.

As autoridades de imigração reforçaram a definição de “public charge” como sendo qualquer “indivíduo que recebe um ou mais benefícios públicos por mais de 12 meses, no total, num período de 36 meses”, explicou o Serviços de Cidadania e Imigração (USCIS) em recente Comunicado de imprensa.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend