Murphy poderá proibir a venda de e-cigarros eletrônicos em NJ

Foto37 E Cigarros Murphy poderá proibir a venda de e cigarros eletrônicos em NJ
Na semana passada, mais de 2.600 pessoas foram hospitalizadas e 57 morreram em decorrência de uma doença pulmonar misteriosa associada ao consumo de e-cigarros

O Governador do Estado Jardim terá até 21 de janeiro para assinar ou vetar o projeto de lei S-3265

New Jersey poderá ser o próximo estado a proibir cigarros eletrônicos com sabor, uma vez que os legisladores estaduais aprovaram, na segunda-feira (13), o projeto de lei S-3265 que proíbe certos produtos a vapor em meio a crise nacional de saúde. O Senado estadual votou 22 a favor e 15 contra e a Assembléia estadual 53 votos a favor e 11 contra para aprovar a medida S-3265 que impede a comercialização de cigarros eletrônicos aromatizados no Estado Jardim. A proposta seguirá para o Governador Phil Murphy, que tem até 21 de janeiro para assinar ou vetar.

“Retirar produtos a vapor e aromatizados do mercado protegerá nossa juventude”, afirmou em uma declaração o membro da Assembleia, Herb Conaway (D-Burlington), que patrocinou o projeto de lei. “Se não o fizermos, teremos outra geração de jovens viciados em nicotina; quando estávamos tão perto de reduzir a dependência generalizada desse produto químico”.

Ambas as casas do Legislativo também votaram a aprovação de um projeto de lei que aumentaria as penalidades para quem vendesse produtos à base de vapor (vaping) a menores.

Murphy, um democrata, pediu em 2019 a proibição de dispositivos a vapor aromatizados no estado; devido a crise nacional de saúde associada ao consumo desses produtos. Na semana passada, mais de 2.600 pessoas foram hospitalizadas e 57 morreram em decorrência de uma doença pulmonar misteriosa associada ao consumo de e-cigarros, de acordo com os Centros de Controle de Doenças dos EUA.

Os críticos argumentam que os cigarros eletrônicos com sabor atraem os jovens, criando uma nova geração de fumantes. Mas os ex-fumantes alegam que o produto os ajudou a parar de fumar cigarros tradicionais, além do fato de a comercialização ter reforçado as pequenas empresas. Sem os diversos sabores nas prateleiras, os pequenos donos de lojas de cigarros dizem que perderão quase todos os seus clientes.

O projeto inicialmente incluiu a proibição de cigarros mentolados, mas o Presidente do Senado Estadual, Stephen Sweeney, disse na semana passada que os legisladores cancelaram essa proibição e, em vez disso, planejam abordar a questão nas discussões orçamentárias ainda este ano. Essa decisão fez com que críticos argumentassem que a proposta prejudicou as pequenas empresas, enquanto permitia o florescimento do mercado grande do tabaco e o mercado negro.

A proibição de sabores entraria em vigor 90 dias depois que o Governador a assinasse, um curto período de tempo que alguns argumentam deixa as lojas especializadas no produto sem tempo suficiente para se adaptar.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend