Netflix estreou série sobre imigrantes indocumentados nos EUA

Foto2 Selena Gomez Netflix estreou série sobre imigrantes indocumentados nos EUA
“É hora de ouvir as pessoas cujas vidas estão sendo diretamente afetadas pelas políticas de imigração”, relatou Selena Gomez

“Living Undocumented” foi lançado globalmente na Netflix na quarta-feira (2)

Em outubro o canal Netflix lançou a série “Living Undocumented” (Vivendo indocumentado, em inglês), que narra a vida de 8 famílias de imigrantes que vivem nos EUA e enfrentam a deportação. A obra foi produzida pela estrela México-americana Selena Gomez e discute a crise de imigração nos EUA, contando a estória da jornada de sua própria família como imigrantes sem documentos. Selena diz que sente responsabilidade, como descendente de imigrantes, de usar sua plataforma para quem tem medo de falar e o fez em um artigo poderoso sobre a crise migratória no país.

A cantora e atriz escreveu um artigo publicado na revista Time, na terça-feira (1), no qual ela revelou as dificuldades que sua própria família enfrentou enquanto se rumavam para os EUA como imigrantes indocumentados.

“Nos anos 1970, minha tia cruzou a fronteira do México para os Estados Unidos, escondida na traseira de um caminhão. Meus avós a seguiram e meu pai nasceu no Texas logo depois”, disse Gomez, destacando que teve a sorte de ter nascido cidadã dos EUA como resultado da “bravura e sacrifício”.

Selena relatou que os membros de sua família trabalharam por mais de 4 décadas para obter a cidadania dos EUA e, como resultado, o problema pesava em sua mente diariamente. “Sinto medo por aqueles em situações semelhantes. Sinto medo pelo meu país”, escreveu ela.

Reconhecendo que ela não é especialista no assunto, Gomez pediu aos outros que superem o medo de críticas, como ela fez, e enfrentem a crise, envolvendo-se e educando-se sobre a questão que afeta milhões de indocumentados em todo o país.

Gomez é a produtora executiva de uma nova série de documentários, “Living Undocumented” (Vivendo indocumentado, em inglês), que narra a vida de 8 famílias de imigrantes que vivem nos EUA e enfrentam a deportação.

Ela espera que a série chame a atenção para essas histórias profundamente pessoais, lembrando às pessoas que o assunto vai além da “política e manchetes”.

“É hora de ouvir as pessoas cujas vidas estão sendo diretamente afetadas pelas políticas de imigração”, escreveu ela.

A estrela, que já havia sido aberta sobre lutas com a saúde mental e enfrentava comentários negativos nas mídias sociais, disse que temia críticas quando assinou a produção do programa, mas encontrou motivação para enfrentá-lo de frente.

“A verdade é que a pior crítica que posso imaginar ainda não é nada comparada ao que os imigrantes sem documentos enfrentam todos os dias”, disse ela. “O medo não impediu minha tia de entrar na traseira do caminhão e, por isso, sempre serei sempre grata”.

“Living Undocumented” foi lançado globalmente na Netflix na quarta-feira (2).

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend