Parede desaba em construção e mata brasileiro em Nova York

Foto31 Jose Martins 002 Parede desaba em construção e mata brasileiro em Nova York
O valadarense José Martins morava em Warren (NJ) e trabalhava numa construção em Queens (NY) (Foto: Facebook)
Foto31 Local do acidente Parede desaba em construção e mata brasileiro em Nova York
Uma parede da construção (detalhe) teria caído fatalmente em cima de José Martins, na tarde de terça-feira (30)

José Martins foi levado inconsciente ao St. John’s Episcopal Hospital, onde foi constatada a morte

Na tarde de terça-feira (30), uma parede desabou e caiu fatalmente sobre o chefe de obras numa construção na localidade de Averne, Queens (NY). A vítima, José Martins, de 57 anos, natural de Governador Valadares (MG), morador em Warren (NJ), foi encontrada inconsciente e levada ao St. John’s Episcopal Hospital, onde foi constatada a morte. O trágico acidente ocorreu às 2:15 da tarde, na 190 Beach 67th Street, em Queens (NY).

Policiais do 100th Precinct informaram que Martins trabalhava com uma equipe de operários no terceiro andar de um prédio, localizado na Beach 67 Street, quando a parede caiu.

“Ele tentou correr, mas não conseguiu”, informou o porta-voz do Departamento de Polícia de Nova York (NYPD).

O brasileiro estava inconsciente quando a equipe de emergência e paramédicos chegaram ao local do acidente. A autópsia determinará a causa da morte, acrescentou a polícia.

O falecimento súbito de José Martins chocou parentes e amigos em New Jersey, onde ele era conhecido pela alegria e generosidade com que tratava as pessoas. Torcedor do Cruzeiro, recentemente, o brasileiro ganhou uma neta e, portanto, comentava que desejava passar mais tempo com a família. Ele imigrou aos EUA no início/meados da década de 80, sendo um dos brasileiros pioneiros na então acrescente comunidade no bairro do Ironbound, em Newark (NJ).

“O Zezinho era uma pessoa fantástica, não tinha inimigos. Ele acabou de ser avô. Como amigo, é uma perda muito grande. O filho dele mais novo termina os estudos no final desse ano, então, ele pensava em se aposentar”, relatou emocionado o amigo Elias Jr. “Ele foi um amigão que nós perdemos, Ele fará muita falta”.

“O Zezinho era um cara bacana, trabalhador e foi avô recentemente. Após muitos anos, ele estava colhendo os frutos do trabalho. A morte dele foi um choque para mim. A falta dele será muito sentida”, disse Roberto Lima.

. Outra fatalidade:

José Martins é o segundo brasileiro residente em New Jersey que morre no local de trabalho em Nova York. Há quase 1 ano, em 10 de agosto de 2018, Carlos Gabrieli, de 50 anos, morador em Linden (NJ), cortou o pescoço com uma serra elétrica. O acidente ocorreu na cidade de Westerleigh, na região de Staten Island (NY). O brasileiro fazia parte de uma turma de operários que instalavam tubulações de esgoto e água ao longo das avenidas Fiske e Maine, segundo o porta-voz do Departamento Municipal de Projetos e Construções (DDC). O DDC estava administrando a obra para o Departamento Municipal de Proteção Ambiental (DEP).

Ele utilizava a serra elétrica para cortar um cano quando, aparentemente, ele teria escorregado e a lâmina cortado uma das mãos e pescoço, conforme informações preliminares fornecidas pelo porta-voz do Departamento de Polícia de Nova York (NYPD). O operário trabalhava num buraco feito no meio da via, quando a serra elétrica teria “saltado para trás e cortado o pescoço dele”, relatou um colega de trabalho.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend