Policial pega 30 anos de prisão por abusar sexualmente de 2 menores

Foto11 William Sanchez Monllor Policial pega 30 anos de prisão por abusar sexualmente de 2 menores
William Sanchez Monllor, de 38 anos, assumiu a culpa com relação às duas acusações de abuso sexual com agravantes, um crime de 1º grau (BPD)

William Sanchez Monllor, de 38 anos, morador em Burlington Township (NJ), assumiu a culpa e deverá cumprir toda a pena antes de ser liberado

Na segunda-feira (25), um detetive do Departamento de Polícia de Trenton (NJ), acusado de ter abusado sexualmente dois menores de idade, foi condenado a 30 anos de prisão. O réu William Sanchez Monllor, de 38 anos, assumiu a culpa com relação às duas acusações de abuso sexual com agravantes, um crime de 1º grau, anunciou Scott Coffina, promotor público do Condado de Burlington. Inicialmente, ele enfrentava 48 acusações no início de 2019.

O acordo judicial entre Monllor e os promotores públicos exige que ele cumpra toda a pena de 30 anos numa penitenciária do estado.

O réu, morador em Burlington Township, trabalhava para o Departamento de Polícia de Trenton desde 2010. Ele foi acusado em 2018 de ter abusado sexualmente várias vezes de menores no Condado de Burlington, desde o início de 2014. Após a prisão, o ex-policial foi detido sem direito a salário do departamento durante o desenrolar do caso.

Os detalhes dos abusos sexuais foram selados pelo juiz do Tribunal Superior, informou a Promotoria Pública. O Juiz Terrence Cook lerá a sentença para Monllor em 28 de fevereiro de 2020, em Mount Holly.

O promotor assistente, Stephen Eife, supervisor da Unidade de Crimes Sérios, Setor Especial de Vítimas, liderou o caso contra o réu. Coffina também agradeceu os investigadores do escritório dele e o Departamento de Polícia de Burlington Township pela atuação no caso.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend