Senadores exigem triagem no Aeroporto de Newark contra vírus fatal

Booker e Menendez questionaram por que o CDC não incluiu o Aeroporto Internacional de Newark no programa de triagem de passageiros

Devido ao receio que o fatal “coronavirus” chegue a New Jersey, os senadores Cory Booker e Robert Menendez (D-NJ) pediram ao governo federal que inicie a triagem dos passageiros no Newark Liberty International Airport. A nova variação de vírus humano, primeiro identificado na cidade de Wuhan, China, infectou 400 pessoas em todo o mundo, incluindo um homem no estado de Washington. Pelo menos 17 pessoas morreram, embora ninguém nos EUA, conforme os Centros de Prevenção e Controle de Doenças (CDC).

O CDC está direcionando todos os voos oriundos da China para 5 aeroportos que realizarão as triagens: JFK International Airport de Nova York, San Francisco International Airport, Los Angeles International Airport, ambos na Califórnia, Hartsfield-Jackson Atlanta International Airport e O’Hare International Airport em Illinois.

Booker e Menendez questionaram o CDC por que o Aeroporto Internacional de Newark não foi incluído nas triagens. Os senadores pediram ao órgão para “prover recursos a todos os aeroportos internacionais principais do país para realizarem a triagem de passageiros oriundos da China ou qualquer outro lugar que tenha sido exposto ao Novel Coronavirus”, segundo comunicado.

O CDC não comentou o assunto.

O coronavirus pode provocar febre, tosse e falta de ar que pode levar à pneumonia. O governo chinês pôs a cidade de Wuhan de quarentena, selando o aeroporto local e os sistemas de transporte público para impedir a propagação do vírus. Wuhan e Beijing estão entre as cidades que cancelaram as celebrações do Ano Novo Lunar; o feriado mais importante do calendário chinês. O período de 1 semana começa na sexta-feira (24) e inclui milhões de pessoas viajando para suas cidades natais para os festejos.

O coronavírus precisou se adaptar para infectar seres humanos, um fenômeno chamado “Zoonismo” e que raramente ocorre. Apesar de o vírus ser encontrado em vários animais, como camelos e morcegos, ele precisou se transformar para infectar humanos. Vale ressaltar que na cidade de Wuhan é popular o consumo de uma sopa feita com morcegos cozidos e o mercado local vendia animais exóticos, como cobras e carne de camelo à população. Como a mutação do vírus ocorreu ainda é mistério para as autoridades federais de saúde.

A epidemia de SARS em 2004 e a síndrome respiratória do Oriente Médio na Coréia do Sul em 2015 são exemplos recentes da mutação de coronavírus e a infecção de seres humanos.

“Nós ainda não entendemos como somente alguns tipos de coronavírus infectam pessoas”, postou o CDC no website.

A Dra. Debra Chew, professora assistente de Medicina da Rutgers New Jersey Medical School, disse que apesar de todos os vírus novos e fatais representarem problemas de saúde pública, aparentemente, não ameaça as pessoas nos EUA.

“Até esse momento, eu penso que o risco para a saúde pública é baixo”, disse Debra, que também já trabalhou agente de inteligência epidêmica para o CDC.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend