Universidade e ONG unem-se na defesa legal de imigrantes

Foto9 Gonzaga Law School Universidade e ONG unem se na defesa legal de imigrantes
Os alunos da Faculdade de Direito da Universidade Gonzaga prestarão ajuda jurídica aos estrangeiros, independente do status migratório (Foto: Gonzaga.edu)

A parceria entre a Faculdade de Direito da Universidade Gonzaga e a Catholic Charities of Eastern Washington prestará assistência jurídica aos imigrantes

A Faculdade de Direito da Universidade Gonzaga, em Spokane (Wash.) iniciou parceria com a Catholic Charities of Eastern Washington para oferecer assistência jurídica sobre imigração a indivíduos de baixa renda, assim como treinamento legal de imigração para estudantes. Os estudantes de Direito do 2º e 3º ano, sob supervisão do corpo docente, ajudarão os clientes gratuitamente na “Clínica de Imigração para Instituições de Caridade Católicas da Faculdade de Direito Gonzaga” a partir deste outono.

“Estamos vendo isso quase como um empreendimento conjunto entre nós dois”, disse Jacob Rooksby, reitor da Gonzaga Law School. “A advogada responsável fez contato vasto durante o tempo em que atuou na Catholic Charities. Planejamos que os estudantes e a advogada estejam em diferentes áreas do estado para fornecer assistência e isso começará quando nos aprofundarmos no projeto”.

A Faculdade de Direito já possui várias clínicas “pro bono” (grátis), incluindo o Direito Indiano, o Direito Ancião e o Direito Empresarial. Os alunos trabalharão com a Megan Case, uma advogada que trabalhou anteriormente com instituições de caridade católicas.

Case disse que o centro tem um número significativo de casos no momento, principalmente casos de reagrupamento familiar, em que imigrantes legais podem solicitar que outros membros da família venham se juntar a eles nos EUA. O centro também trabalha com pessoas que solicitam asilo. Os estudantes e a advogada possuem agendada uma audiência no Tribunal de Imigração para janeiro envolvendo um caso de deportação.

Case observou que a lei de imigração é uma das áreas mais amplas e complicadas do Direito nos EUA. Ela relatou que durante seu período na instituição de caridade católica, supervisionou vários casos de naturalização, reagrupamento familiar e residência legal permanente (green card), entre outros. Eles também ajudaram indivíduos qualificados para vistos com base em vítimas.

Megan frisou que o centro ajuda estrangeiros documentados e não documentados. “Definitivamente, há a necessidade de advogados para ajudar as pessoas nesses tipos de casos, e há muito trabalho”, relatou.

Rooksby destacou que já existe interesse por parte dos alunos e necessidade dos clientes pelo programa. “Como uma instituição jesuíta, acho que estamos levando a sério a posição da Igreja Católica sobre a imigração como uma das questões principais do nosso tempo”, disse ele. “Portanto, vemos isso como muito consistente com a nossa missão; a necessidade já existe”.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend