Sovaco da Cobra – 20 de Maio

Loja de sapatos

O Manuel foi, na segunda-feira, a uma loja de sapatos.

Escolheu, escolheu e acabou se decidindo por um par de sapatos de cromo alemão.

O vendedor entregou o sapato, mas foi logo advertindo-o:

– Sr., estes sapatos costumam apertar os pés nos primeiros cinco dias.

– Não! tem problema. Eu só vou usá-los no domingo que vem.

No chuveiro

Manuel está tomando banho e grita para Maria:

– Ô Maria, me traz um shampoo.

E Maria lhe entrega o shampoo. Logo em seguida, grita novamente:

– Ô Maria, me traz outro shampoo.

– Mas eu já te dei um agorinha mesmo, homem !!!

– É que aqui está dizendo que é para cabelos secos e eu já molhei os meus.

Os 12 Filhos

Na cidade de Pindamonhantuba, Dona Clotilde entra com seus 12 filhos em um ônibus. 9 filhos conseguem sentar e 3 ficam em pé. E o ônibus vai enchendo mais. Então dona Clotilde olha pra um gordo que está todo folgado em um dos bancos.

— Se o senhor fechasse as pernas, tinha lugar pra um dos meus filhos sentar, sabia?

— Ah é? E se a senhora fechasse as pernas, teria lugar para todo mundo sentar neste ônibus!

Resposta à Altura

O paquerador chega para a moça e diz:

– Puxa, como você é bonita!

E ela responde:

– Pena que eu não posso dizer o mesmo!

E ele, sem perder o rebolado:

– Faça como eu, minta!

Amigos até a Morte

Umfazendeiro tinha um lindo cavalo que um certo dia adoeceu gravemente e já não conseguia mais parar em pé. Ao ver o cavalo sofrendo tanto, resolveu chamar um veterinário.

O veterinário examinou-o durante um longo tempo e, por fim, observou:

— Olhe, o seu cavalo está com uma virose muito grave. Eu dei-lhe uma injeção, mas não sei se o bicho vai reagir. Amanhã eu voltarei e se ele não reagir, infelizmente teremos que sacrificá-lo. E foi embora.

O porco, vizinho de estábulo do cavalo, ao ouvir a conversa, ficou compadecido com a situação do amigo.

— Ei, você tem de reagir — recomendava. — Não pode se entregar desse jeito. Descansa bastante hoje a noite e amanhã você estará novo em folha. O cavalo relinchou baixinho, agradecendo.

No dia seguinte, o cavalo continuava deitado quando eles chegaram.

— É infelizmente vamos ter de sacrificá-lo. — lamentou o veterinário.

E o porco, quase desesperado:

— Ei, amigo. Levanta! Vamos, força! É agora ou nunca!

Atendendo ao apelo do amigo porquinho, num esforço fenomenal, o cavalo levanta-se lentamente e depois sai correndo.

— Viva! — bradou o fazendeiro. — O cavalo se recuperou. Vamos fazer uma festa pra comemorar! Mata o porco!

Qual o sexo dos Computadores?

Você sabia que já foi comprovado que os computadores são do sexo feminino? A tese se baseia nos seguintes princípios:

1 – sempre que se arranja um, logo aparece outro melhor;

2 – ninguém, além do Criador, é capaz de entender a sua lógica;

3 – a linguagem que eles usam entre si é impossivel de se entender;

4 – é difícil entender as mensagens que eles nos dão;

5 – depois de adquirido um computador, ele gasta metade do seu salário em acessórios.

Joãozinho

Na sala de aula, pergunta a professora:

— Aninha, o quê o seu pai faz

— Meu pai é dentista, professora!

— Juquinha, e o seu pai?

— Médico, professora!

— Joãozinho, e o seu?

— Traficante, professora!

— Nooossssa! – reagiu a classe em uníssono.

Na hora do intervalo um amigo vira-se para Joãozinho e pergunta, indignado:

— Mas você não falou que o seu pai era deputado?

— Sim… mas é que tenho vergonha de dizer isso na frente de todo mundo!

O relógio

O cara morreu e foi pro céu. Chegando lá, deu de cara com vários grandes relógios cujos ponteiros ficavam virando em velocidades diferentes. Curioso, o recém-chegado dos céus pergunta a São Pedro:

– Seu Pedro, o que é isso?

– Ora, filho, são relógios da mentira. Cada pessoa na Terra tem um destes aqui em cima. E quanto mais elas mentem, mais depressa o tempo delas se esgota e mais rápido estes relógios viram.

– E onde é que está o relógio do Lula?

– Ah, sim! Estamos usando como ventilador de teto.

Salim

O sujeito entra em uma loja no centro de São Paulo e olha com desprezo para o ambiente mal iluminado, o balcão empoeirado, as roupas penduradas em ganchos e o chão de tacos de madeira encardidos.

– Tá olhando o quê? – pergunta o dono da loja – Com esta lojinha, Salim fez a vida!

– É mesmo? – pergunta o sujeito, sem se alterar…

– Claro! – responde o turco – Com esta lojinha Salim tem casa no Morumbi, apartamento no Guarujá, fazenda em Uberaba, filho estudando nos Estados Unidos… Tudo com lojinha!

– Que interessante! – continua o sujeito – Mas deixe eu me apresentar. Meu nome é Heitor e sou fiscal do imposto de renda!

– Muito brazer, Heitor! Eu sou o Salim, o maior mentiroso de São Paulo!

Caipira

Muito triste, o caipira procura o compadre da fazenda vizinha:

– Bento! Minha vaca tá doente, rapaiz… Lembra quando a sua ficô doente, o que foi que ocê deu pra ela?

– Ah, eu dei uma ração especial! Se ocê quiser eu te dou o que sobrou!

O caipira pega a ração, agradece e vai embora. Uma semana depois ele reencontra o compadre.

– Xii, Bento… Nem teve jeito, rapaiz… Eu dei aquela ração pra minha vaca… E a danada morreu!

– Óia qui coincidência! A minha tamém!

Sogra

Se você for pegar cogumelos no mato, sabe quais são os bons?

– Ofereça-os a sua sogra. Se ela cair dura, são os bons.

O médico

O médico para o paciente:

– Não consigo encontrar o motivo das suas dores, meu caro. Só pode ser por causa da bebida.

– Não tem importância, doutor! Eu volto outro dia que o senhor estiver sóbrio!

Related posts

Comentários

Send this to a friend